Amor do Guru

Atualizado: 29 de Nov de 2020

Entre todos os objetos desejados no mundo espiritual, o amor é o que tem o maior apelo. Na verdade, o amor é considerado um dos principais símbolos do Self. Existem muitos outros símbolos para o Ser ou Consciência Pura tais como: Silêncio, Espaço, Vazio, Verdade, Realidade, Consciência... mas nada no mercado espiritual vende como o Amor.

A maioria dos aspirantes espirituais iniciam a busca procurando no amor um meio de se curar dos sentimentos negativos de indignidade, culpa, inadequação, vergonha, pequenez... talvez seja o caso de mais de 95% das pessoas nos círculos espirituais. Onde quer que você encontre uma grande multidão de devotos em torno de um guru, você pode ter certeza de que o amor é a força magnética que os une ... tudo bem.

Mas chega um momento na vida de um devoto maduro que ele abandona tais círculos espirituais. Ele/ela reconhece que o amor do guru, o amor da Sangha, tornou-se apenas como o café ou qualquer outra substância viciante. Ele/ela entende claramente que é impossível obter a Realização do Ser enquanto dependente do amor, apreciação e validação do guru.

Infelizmente, muitos desses gurus farão de tudo para evitar que seus devotos deixem a Sangha (comuna). Em alguns casos, há até ameaças. E a razão é simples: o amor e a energia que emana do guru depende da energia devocional de sua Sangha. Sem ela, os gurus morrem de fome, sem ela eles ficam vazios e privados de amor para dar.


Nagarjuna

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

VEDANTA 

BRASIL