Separando Você dos Objetos

Atualizado: 29 de Nov de 2020

Quando você veste uma camisa você diz: essa camisa branca é minha. O mesmo é dito sobre seus cabelos: meus cabelos estão longos, curtos etc. Antes de você passar creme nas mãos você diz; as minhas mãos estão secas... Do mesmo modo quando o corpo físico está doente podemos dizer, o meu corpo está doente. Quando jovens dizemos, o meu corpo é jovem e vibrante. Quando idosos, meu corpo é velho, e com pouca vitalidade.

É evidente que qualquer coisa que apareça no seu campo de percepção e seja testemunhado pela sua consciência, por conclusão lógica não pode ser você, porque nesse mundo dualístico aparente, o objeto não pode ser o sujeito. Sujeito e objeto é a dualidade primordial que projeta a existência de todo o nosso universo. Essa é a definição Vedântica do que sejam; “objetos”, tudo aquilo que seja testemunhável por você, e por exclusão, “não-você”.

Seguindo essa lógica incontestável do que seja um objeto, podemos igualmente dizer que os nossos pensamentos, emoções, memórias, ideias, conceitos intelectuais etc, sejam todos objetos aparecendo para você. A única diferença é que esses são objetos sutis com os quais nos confundimos e identificamos muito mais facilmente do que com nossas mãos, sapatos, camisas e cabelo.

Mas Vedanta somente fará sentido para um buscador espiritual se esse compreender que a única resolução permanente para o seu senso de separação, limitação e inadequação é o reconhecimento de sua identidade comum com o Ser absoluto e universal.

Ao contrário da noção predominante no mundo espiritual moderno ocidental de que a Liberação ou Iluminação seja uma experiência mística especial, que por natureza é sempre impermanente e limitada, Vedanta declara que Liberação ou Iluminação = Conhecimento, e que essa somente é possível através da redescoberta de sua verdadeira natureza/identidade, que é simplesmente = Ser Único Universal, ou em palavras simples; a sua ordinária consciência, o único sujeito existente, testemunhando todos os objetos de experiência.


Nagarjuna

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

VEDANTA 

BRASIL